Alentejo: Histórias e Paisagens Extraordinárias

Visitar o Alentejo, é descobrir uma região cheia de história e paisagens extraordinárias, a sua beleza irá vos surpreender.

Desta vez, andamos quase sempre pelo litoral, onde podemos encontrar e explorar as praias mais escondidas e selvagens da costa alentejana.





A nossa primeira paragem foi em Santiago do Cacém, Praia da Costa de Santo André, um longo areal simultaneamente banhado pelo Oceano Atlântico e pelas águas calmas da belíssima Lagoa de Santo André, onde podem praticar canoagem e windsurf.




Seguimos em direção à “Princesa do Alentejo” como é considerada Vila Nova de Milfontes, uma pequena vila piscatória pertencente ao concelho de Odemira, distrito de Beja, situado na margem norte do Rio Mira.





Devido à sua localização, esta pequena vila foi muitas vezes alvo de ataques piratas durante os séculos XVI a XVIII, daí a necessidade de construírem o Forte de São Clemente, hoje conhecido como Castelo de Mil Fontes.



Foi nesta vila, mais propriamente no Campo das Coitas que em 1924 partiu Brito Paes e Sarmento Beires para a primeira travessia aérea de Portugal até Macau.

A “Princesa do Alentejo”, no Verão, torna-se pequena para tantos turistas que por ali passam, seja pelo rio, pelos desportos aquáticos, pela gastronomia ou pelas Praias, podendo optar por uma praia fluvial ou uma praia marítima como:

- A Praia das Furnas (para lá chegar terão de sair da vila e dirigir-se à parte sul do rio Mira, ou ainda podem apanhar um barco);

- A Praia do Malhão, um pouco mais afastada, mais conhecida sobretudo pela sua beleza selvagem, permitindo longos passeios pelo extenso areal.





Podem ainda ir até ao Porto das barcas, as paisagens do lado mar são verdadeiramente incríveis e é um dos locais onde podem apreciar o pôr-do-sol.



Ainda no concelho de Odemira, situada no rio Mira, uma visita a não perder é a Barragem de Santa Clara, envolvida numa deslumbrante paisagem serrana, permite observar os seus inúmeros recantos e ilhéus, quase sempre envolvida por uma paisagem de floresta. Local sossegado, a grandiosidade da barragem impressiona, tornando-se também aqui ideal para os amantes de desportos náuticos, canoagem, remo ou pesca desportiva.







De regresso, paramos, numa obra-prima de arquitetura popular, o Cais palafítico da Carrasqueira, que fica na Comporta, na Reserva Natural do Estuário do Sado.







Único na Europa, foi construído pelos próprios pescadores na década 1960, serve de embarcadouro as pequenas embarcações de pesca, que segundo as marés, ora estão enterradas no lodo, ora na água. O cais continua, ainda, a cumprir a missão para que foi construído permitir o acesso dos pescadores aos barcos.

Local muito relaxante que transmite paz e serenidade, muito visitado e procurado pelos amantes de fotografia.

Têm mesmo que visitar, bons passeios!

0 visualização

Portugal

© 2018 by Raquel Monteiro

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • Pinterest - Círculo Branco