Dicas e o "porquê" de ter de ir visitar os Passadiços do Paiva?

A natureza nos acalma. Os sons naturais, o silêncio da natureza, o estar entre as árvores tem um grande impacto positivo na nossa saúde e bem estar!

Foi o que fizemos e escolhemos como destino os Passadiços do Paiva, território Arouca Geopark, reconhecido pela UNESCO como Património Geológico da Humanidade.

Nos Passadiços do Paiva, o percurso pode ser feito nos dois sentidos…nós começamos pelo sentido Areinho/Espiunca.

No Areinho, tem um parque de estacionamento, um bar e pode desde já começar a desfrutar da paisagem dando um mergulho na praia fluvial que nos “convida” e apetece, principalmente num dia de calor com 30º.

No entanto, poupem as vossas energias, pois após um pequeno caminho de terra batida, segue-se algumas centenas de metros de passadiços de madeira até à primeira grande escadaria. São cerca de 30 minutos a subir, uma subida dura, que se efetua serpenteando a garganta do Paiva, um dos geossítios classificados no Geoparque e de uma beleza fenomenal.

Parem de vez em quando para respirar, recuperar o fôlego e apreciar a paisagem, uma vez lá em cima existem dois miradouros com vistas absolutamente avassaladoras!!!

A partir daqui é quase sempre a descer! A certa altura fizemos o nosso picnic na Praia do Vau, um areal com bastantes sombras e um belo lugar para descansar, recuperar forças, almoçar e dar uns mergulhos!

No Vau existe ainda uma ponte de arame que liga as duas margens do rio, que não sendo necessária a sua travessia é completamente irresistível atravessá-la, não há como não pensar nas pontes dos filmes do Indiana Jones e temos uma perspetiva diferente e igualmente bela da paisagem!

Existe ainda um pequeno bar, onde pode tomar café e com energias repostas continuamos a nossa caminhada, faltando agora cerca de 4km.

Uma caminhada de 8km, pela natureza, biologia, geologia, sempre acompanhados pelas rio, que valem sem dúvida o esforço, mas não precisam de fazer a totalidade, existe uma saída no Vau.

Chegando a Espiunca, encontra um pequeno bar, com esplanada, onde pode lanchar e descansar novamente….e se não quiserem voltar a percorrer todo o percurso para regressar ao Inicio do trilho, onde estacionaram, não precisam pois haverá sempre taxistas à sua espera. A corrida entre Espiunca e Areinho custa uma média de 15€ (táxi para 4 pessoas)

Geossítios

- Evitem dias de muito calor, os meses de verão onde a afluência e número de visitantes seja maior.

- Levem calçado confortável, água, chapéu e protetor solar

- O percurso é pago (1€ por pessoa) e podem fazer a reserva com antecedência aqui:

https://reservas.passadicosdopaiva.pt/pt/bilhetes

- Existem telefones de emergência ao longo do percurso, semelhantes aos que se encontram nas autoestradas portuguesas.

Cheguem cedo e desfrutem da paisagem, de uns bons mergulhos e de uma bela “caminha pela natureza”!


















Até ao nosso próximo post!! Beijinhos :)

0 visualização

Portugal

© 2018 by Raquel Monteiro

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • Pinterest - Círculo Branco