Pelas ruas de Coimbra...

Atualizado: 4 de Abr de 2019

No fim-de-semana fomos passear até Coimbra! Cidade de ruas estreitas, pátios, escadinhas e arcos medievais, tradições académicas, fados cantados pelos estudantes, trajados com a capa e a batina negras, serenatas, amores e lendas.






Amores esses que para sempre ficaram ligados à Fonte das Lágrimas, na Quinta das Lágrimas, são o de D. Pedro e Inês, que acho que já toda a gente ouviu falar da história deles.


O Jardim Botânico da Universidade de Coimbra, estende-se por mais de 13 hectares em terrenos que na sua maior parte foram doados pelos frades Beneditinos.

Onde passeamos pela Alameda das Tilias, pela Estufa Grande onde a conjugação perfeita entre o ferro e o vidro conferem a este espaço uma beleza invulgar








Continuando por Coimbra, uma das figuras mais emblemáticas da história e que dá vida a Coimbra é a da Rainha Santa Isabel e a lenda do seu Milagre das Rosas.

Uma pequena história que nos conta que a Rainha Santa Isabel saiu um dia do castelo com uma cesta de pães para dar aos mais pobres, no entanto D.Dinis, seu marido, desconfiado pergunta-lhe o que ela levava no cesto. Esta mente e responde-lhe que eram rosas. D.Dinis ainda mais desconfiado pergunta-lhe: "Rosas em Janeiro?" E D.Isabel ao revelar o cesto estavam mesmo lá rosas, dando origem ao milagre das rosas.



Continuando por Coimbra vemos que a cidade possui um riquíssimo património arquitectónico, como o Mosteiro de Santa Cruz (onde estão sepultados D. Afonso Henriques e D. Sancho I) , a Sé Velha, o Mosteiro de Santa-Clara-a Velha e o Paço Real, na Almedina e a mais antiga universidade portuguesa, e uma das mais antigas e características da Europa, que foi criada em 1290 por iniciativa de D. Dinis.


O Paço das Escolas ou Pátio da Universidade, é sem dúvida um sítio a visitar, reúne alguns dos mais emblemáticos edifícios da cidade, incluindo a Biblioteca Joanina, a Capela de São Miguel, a Torre da Universidade, a Via Latina, o antigo Colégio de São Pedro e a Porta Férrea.










E, como não podia deixar de ser viemos provar os doces regionais de Coimbra. Entre eles temos:


- A Rosa da Rainha, este doce obviamente pretende homenagear a Rainha D.Isabel da qual falamos em cima, ele é feito de massa quebrada e tem sabor a laranja, para mim dos melhores doces que vamos falar aqui. Quem for a Coimbra tem de experimentar este doce sem falta.



- Pastel de Tentúgal, o famoso pastel de Tentúgal, feito com massa filó e doce de ovos, para quem é fã de doce de ovos recomendo vivamente a ir comer este doce. É uma bomba calórica mas derrete-se na boca.



- Talhadas de Príncipe, são cobertas com doce de ovos e calda de açúcar, ganhando assim uma textura húmida e muito saborosa. A mim soube-me como se estivesse a comer uma bola de berlim com uma cavaca!! É bom, mas não é um doce que diria "tens de ir provar sem falta".




E, esta foi a nossa viagem por Coimbra.

"Coimbra tem mais encanto na hora da despedida!" Até já! :)

155 visualizações18 comentários

Portugal

© 2018 by Raquel Monteiro

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • Pinterest - Círculo Branco